O plano de atividades para 2019 foi aprovado e está a ser executado. Nomeadamente, a implantação do CoLAB em Vila Real (por questões infraestruturais e logísticas), o recrutamento e a contratação de uma equipa de gestão e de recursos humanos altamente qualificados, a definição final e a priorização das linhas de I&D&I, num processo de incubação liderado pelo Conselho de Administração.

A definição final e a priorização da agenda de I&D&I, incluindo a identificação de problemas e necessidades concretas e de projetos relacionados, foi concretizada através de workshops participativos com uma forte presença das partes interessadas e com o recurso a questionários. Este amplo espectro de dezasseis partes interessadas externas inclui nomeadamente entidades e organizações públicas (ANPC, ICNF, GNR e Infraestruturas de Portugal), proprietários florestais e associações do setor (AIFF, APEB, BALADI, Centro PINUS, Forestis, Montis e UNAC), organizações sem fins lucrativos regionais e intermunicipais (ADRITEM, CIM Alto Minho e CIM Região de Coimbra), bombeiros profissionais e organizações responsáveis pela formação de bombeiros (AFOCELCA, GIPS-GNR e Escola Nacional de Bombeiros).

O processo de incubação inclui ainda a gestão de projeto dos primeiros projetos do ForestWISE, que foram solicitados pelo primeiro cliente do ForestWISE e que estão a ser desenvolvidos com a ajuda dos associados do CoLAB, numa fase transitória, até ao início do recrutamento da equipa do CoLAB.