A agenda de I&D&I do ForestWISE está organizada em três níveis. Seis temas de investigação são estruturados em dezanove sub-temas e operacionalizados através de sessenta e duas linhas de investigação, a saber:

1. Forest and fire management

1.1 Landscape scale management

1.1.1 – Planeamento e gestão integrada da paisagem
1.1.2 – Ferramentas de monitorização de alteração e uso do solo
1.1.3 – Inclusão da prevenção nos modelos de ordenamento florestal e silvicultura preventiva

1.2 Sustainable management of forests

1.2.1 – Transferência de resultados de programas de melhoramento genético para usuários finais
1.2.2 – Novos protocolos de clonagem para espécies geneticamente melhoradas
1.2.3 – Melhoraria dos métodos, modelos e ferramentas de gestão florestal para maior produtividade e adaptabilidade, repondendo a metas de conservação
1.2.4 – Planeamento da gestão florestal, em diferentes escalas temporais e espaciais, incluindo estabilização de emergência
1.2.5 – Resistência e adaptação das plantas ao fogo e às alterações climáticas.

1.3 Multi-functional forestry and ecosystem services

1.3.1 – Novos modelos de florestas multifuncionais
1.3.2 – Serviços dos ecossistemas

2. Risk
management

2.1 Fuel management

2.1.1 – Tratamento de combustíveis, com e sem fogo (incluindo práticas de silvopastorícia) e desempenho da gestão de combustíveis (p. ex., faixas de gestão de combustíveis)
2.1.2 – Estimativa da carga e estrutura do complexo-combustível e dinâmica do combustível (p. ex. modelação da carga de combustível)

2.2 Community prevention

2.2.1 – Gestão das ignições de origem humana
2.2.2 – Preparação das comunidades (incluído planeamento urbano e da construção no interface urbano-florestal)

2.3 Fire suppression system design and management

2.3.1 – Gestão do sistema de combate e estudo do comportamento de fogos extremos
2.3.2 – Remodelação do sistema de combate (com flexibilidade) para mitigar o impacto das ineficiências
2.3.3 – Meteorologia de risco de incêndio

2.4 Risks and impact management

2.4.1 – Aumento da resiliência das floresats através de novos modelos de silvicultura
2.4.2 – Nova geração de plantas para sanidade florestal

2.5 Ecosystem restoration

2.5.1 – Orientações e soluções para restauro das florestas após a ocorrência de desastres naturais
2.5.2 – Controlo de espécies invasoras resistentes ao fogo

3. Circular economy and value chains

3.1 Mobilization and uses of biomass

3.1.1 – Desenho de cadeias de abastecimento de biomassa e de sistemas logisticos sustentáveis e eficientes
3.1.2 – Promoção para a adoção de equipamentos adequados para recolha e transporte de biomassa, especialmente para biomassa não utilizada proveniente de ações de DFCI
3.1.3 – Caracterização das cadeias de abastecimento de biomassa a nível nacional e regional e apoio na definição de estratégias e políticas setoriais
3.1.4 – Corte, logística, conservação e avaliação de madeira queimada

3.2 Secured wood supply, forest operations

3.2.1 – Desenho de cadeias de abastecimento de base florestal sustentáveis e colaborativas
3.2.2 – Investigação na utilização de veículos eletricos no transporte floresta-fábrica
3.2.3 – Desenvolver sistemas inteligentes ao nível das operações florestais e novas interações homem-máquina-terreno relacionadas a sistemas de cadeia de abastecimento

3.3 Emergency logistics

3.3.1 – Logistica do combate
3.3.2 – Saúde ocupacional e segurança dos combatentes

3.4 New challenges driven by circular economy

3.4.1 – Repensar os produtos florestais e os processos de produção no âmbito da economia circular
3.4.2 – Apoio a projetos emergentes de biorrefinarias para conversão de biomassa florestal em biocombustíveis e bioprodutos
3.4.3 – Novas soluções de embalagens à base de madeira
3.4.4 – Melhorar a reutilização de subprodutos industriais, por exemplo, na silvicultura, a fim de melhorar a conservação da matéria orgânica e do solo

4. Key enabling technologies

4.1 Decision Support Systems

4.1.1 – Modelos de previsão: planeamento de gestão de combustíveis, simuladores de fogo e avaliação do risco pós-fogo
4.1.2 – Avaliação rápida dos valores em risco e simulação probabilística do fogo (considerando incerteza)
4.1.3 – Integração de sistemas de informação nos processos de tomada de decisão (apoio ao combate)
4.1.4 – Sistemas de alerta e comunicação para a gestão de catástrofes
4.1.5 – Ferramentas para otimizar a logística florestal e assegurar o abastecimento

4.2 IoT for Forests and Fire Management

4.2.1 – Deteção de ignições e a monitorização de incêndios
4.2.2 – Saúde e segurança dos combatentes (sensorização)
4.2.3 – Tecnologias, modelos e ferramentas para recolha de dados da floresta a baixo custo

4.3 Forest 4.0 and mechanization

4.3.1 – Floresta 4.0. Conceitos e tecnologias para apoio às atividades diárias de gestores florestais e pequenos proprietários, incluindo aplicativos inteligentes para inventário florestal
4.3.2 – Floresta 4.0. Conceitos e tecnologias para a indústria florestal
4.3.3 – Soluções de mecanização para operações florestais adaptadas ao contexto nacional

5. People, forests, and fire

5.1 Risk attitudes and risky behaviours

5.1.1 – Atitudes e comportamentos face à prevenção, incluindo a sua vertente colaborativa e a proteção e segurança das comunidades
5.1.2 – Atitudes e comportamentos face ao combate a incêndios, incluindo a sua vertente colaborativa
5.1.3 – Atitudes e comportamentos face à reabilitação de áreas queimadas e gestão florestal, incluindo a sua vertente colaborativa
5.1.4 – Comunicação do risco

5.2 Socioecological systems

5.2.1 – Interações sociais, económicas e ecológicas
5.2.2 – Definição e comunicação do valor das áreas rurais
5.2.3 – Estudos sócio-económicos sobre os proprietários florestais e desenho de novas formas de promoção de um maior compromisso para a gestão florestal

6. Policy and system design

6.1 Natural resources governance

6.1.1 – Governança do risco
6.1.2 – Gestão das partes interessadas (stakeholders)
6.1.3 – Barreiras à adoção e gestão da implementação
6.1.4 – Formação e colaboração em programas educativos

6.2 Policy assessment and design

6.2.1 – Políticas públicas: recomendações e regulamentação de áreas queimadas
6.2.2 – Avaliação económica das opções (alternativas e/ou complementares) de investimento
6.2.3 – Apoio no desenho de políticas e incentivos relacionados com o setor florestal
6.2.4 – Avaliação e desenho de instrumentos de apoio ao investimento florestal
6.2.5 – Modelos organizacionais e ferramentas para ação coletiva dos proprietários florestais
6.2.6 – Estudo dos impactos das políticas públicas na descarbonização da economia no subsetor de biomassa

Download the PDF version | Return to the R&D&I agenda page