Qualificações
Doutoramento nas áreas das Ciências Florestais, Engenharia Florestal, Gestão do Risco, Planeamento do Território ou afins.

Experiência requerida
• Experiência profissional de mais de cinco anos na coordenação e gestão de projetos científicos na área de gestão do risco, em uma ou várias das seguintes temáticas: resiliência de sistemas florestais (incluindo regeneração, silvicultura e valorização de subprodutos), pragas e doenças, gestão de infraestruturas face ao risco de incêndio, perigo meteorológico de incêndio);
• Experiência de trabalho com entidades do setor florestal público e privado e outros agentes do setor florestal em Portugal;
• Experiência na coordenação de um grupo de investigadores e de gestores de projeto;
• Experiência em mecanismos de financiamento público à investigação, inovação e transferência de conhecimento e tecnologia a nível regional, nacional e europeu;
• Experiência na organização de eventos e iniciativas de comunicação, disseminação e transferência de conhecimento, em especial para o setor florestal.

Consultar o Edital